Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2013

SAÚDE GÁSTRICA: Conheça a alimentação medicinal!

As doenças do estômago mais comuns são a dispepsia funcional (na qual há desconforto gástrico sem alterações estruturais), a gastrite (caracterizada por inflamação visível do órgão) e a úlcera gástrica, na qual a mucosa estomacal apresenta ulcerações. Em todos os casos citados, a patogênese inclui colonização gástrica pela bactéria Helicobacter pylori, secreção deficiente de muco, inflamação da mucosa e aumento do estresse oxidativo. Tais fatores sofrem grande influência da dieta, ou seja: uma boa alimentação pode prevenir ou tratar eficientemente as doenças do estômago. Um grande mito que permeia o tratamento de úlceras e gastrites é o de que a ingestão de leites e derivados é benéfica nestas patologias. Na verdade, o leite até pode aliviar os sintomas logo quando é ingerido, pois reduz a acidez estomacal, mas como é um alimento extremamente rico em proteínas, acaba por estimular ainda mais a secreção ácida, causando piora dos sintomas, minutos depois. Há também grande possibil

CELULITE: "Ela é o que você come"...

Inflamação é a resposta do organismo frente a agressões físicas, químicas ou biológicas, quando o sistema de defesa aciona modificações hormonais, metabólicas e celulares. A região inflamada costuma apresentar aumento da vascularização e conseqüente dor, calor, rubor (vermelhidão) e edema (inchaço), podendo culminar na perda de função do tecido ou órgão, quando a ação passa de localizada e temporária a sistêmica e crônica - condição que pode favorecer da celulite ao câncer, passando pelos conhecidos sintomas respiratórios e pela dificuldade de emagrecer. Fatos, como celulite presente em mulheres magras e ganho de peso insistente, apesar de dietas hipocalóricas, costumam ser vistos como grandes enigmas metabólicos, quando, na verdade, decorrem de processos inflamatórios desencadeados por uma combinação de maus hábitos alimentares, sedentarismo e herança genética. A celulite, na verdade, é uma inflamação crônica, caracterizada por gordura aprisionada nos tecidos, que dificulta

Entendo sobre o Sono e a sua influência com a Nutrição!

Seres humanos possuem um relógio natural que determina que diferentes processos fisiológicos devem ocorrer na presença de luz e em sua ausência. Durante a noite, que naturalmente é escura, produzimos um hormônio denominado melatonina, responsável pela sensação de sono. Este mesmo hormônio é responsável por neutralizar o excesso de radicais livres durante o sono, evitando os danos celulares responsáveis pelo envelhecimento precoce e pelo aparecimento de neoplasias. A melatonina é produzida na glândula pineal, a partir da serotonina, neurotransmissor responsável por sensações prazerosas. A melatonina não é produzida em quantidade ideal caso não haja o ambiente escuro necessário a sua síntese, ou se houver insuficiência dos nutrientes responsáveis pela produção de sua precursora, a serotonina, como magnésio, vitaminas B12, B6, folato e o aminoácido triptofano. Outro hormônio produzido durante o sono é o hormônio do crescimento (GH). O GH induz o crescimento em crianças, enquanto em

CONSCIENTIZAÇÃO NUTRICIONAL: Bebidas alcoólicas X Mulheres!

b O uso de bebidas alcoólicas tem se tornado cada vez mais comum, fato extremamente prejudicial à saúde da população. Não é segredo para a maior parte das pessoas que o abuso de álcool pode elevar o risco para doenças hepáticas e alguns tipos de câncer, contudo, os malefícios causados por esta substância são, na verdade, ainda maiores. A revista Saúde de Fevereiro de 2013 publicou uma reportagem intitulada “O peso do álcool”, que abordou o efeito da ingestão alcoólica sobre o aumento de peso corporal enfatizando o alto valor energético fornecido pelo álcool (7 kcal/ml). Esta abordagem, apesar de correta, não explica todos os efeitos negativos do alcoolismo sobre a saúde humana. O álcool inicia seu “estrago” no organismo devido a sua estrutura molecular que penetra e se difunde rapidamente pelas células humanas. Tal característica confere a este elemento a capacidade de lesionar as mucosas oral, esofágica, gástrica e intestinal, aumentando risco para neoplasias e lesões inflamat

Porque será que envelhecemos? Dicas para envelhecer com saúde!

Não sabemos porque envelhecemos, mas os cientistas possuem várias hipóteses para este processo fisiológico. As mesmas consideram fatores como a programação genética das células, o estilo de vida e os acúmulos de danos ao DNA (principalmente induzidos pelo excesso de radicais livres). Geneticistas já sabem hoje que a desmetilação (perda do grupamento metil ou CH3), leva à expressão exagerada do gene miR-34a em todas as células, acelerando o envelhecimento das mesmas. Porém, parecem existir muitos outros genes específicos em cada tecido que passam pelo mesmo processo. Este é um dos focos atuais das pesquisas epigenéticas. Um dos problemas relatados pelos cientistas, para o avanço da área é a dificuldade de acesso a material humano fresco, incluindo tecidos saudáveis, pele e sangue. Por isto, a maior parte dos estudos ainda é feita com animais. Apesar de não podermos mudar a nossa genética, temos algum controle sobre o ambiente e podemos optar por praticar atividade física modera

Matérias da Nutri Cris publicada no Jornal Correio de Notícias, confira!

Olá Pessoal! Estou na página 2 dos jornais em várias matérias especiais, espero que gostem. Clique no link no qual abrirá uma nova tela para que possa visualizar a matéria na íntegra. Abraços! Edicão 733 http://www.youblisher.com/p/728677-Jornal-Correio-de-Noticias-Edicao-733/     Edicão 732 http://www.youblisher.com/p/724988-Jornal-Correio-de-Noticias-Edicao-732/ Edicão 731 http://www.youblisher.com/p/718739-Jornal-Correio-de-Noticias-Edicao-731/ Edicão 730 http://www.youblisher.com/p/713451-Jornal-Correio-de-Noticias-Edicao-730/     Edicão 729 http://www.youblisher.com/p/710801-Jornal-Correio-de-Noticias-Edicao-729/ Edicão 728 http://www.youblisher.com/p/704744-Jornal-Correio-de-Noticias-Edicao-728/ Edicão 727 http://www.youblisher.com/p/699305-Jornal-Correio-de-Noticias-Edicao-727/ Edicão 726    http://www.youblisher.com/p/694330-Jornal-Correio-de-Noticias-Edicao-726/

NOVIDADE: Novo iogurte cremoso é feito sem lactose, mas à base de leite!

Quem tem intolerância a lactose sabe o quanto é difícil montar um cardápio saudável e ao mesmo tempo saboroso no dia a dia. A maioria dos produtos sem lactose à venda hoje no mercado são feitos a base de soja, o que além de alterar o sabor deixa de lado os benefícios do leite. A Danubio está lançando um produto inovador, sem lactose, porém feito à base de leite. Isso contribui para que o Iogurte Danubio mantenha todas as características dos produtos lácteos, como as vitaminas, o cálcio e as proteínas do leite. Alérgicos à proteína do leite devem ter muita atenção, pois este produto não é indicado neste caso. A ausência de lactose também ajuda na digestão, tornando o iogurte mais leve, e ao mesmo tempo muito nutritivo, podendo ser consumido também por quem não é intolerante. A presença de leite no Iogurte Danubio é o que faz ele ter uma cremosidade e consistência firme, ideal para comer com colher. Já as frutas in natura garantem o sabor. O produto está disponível nos sabor

SÓDIO - "O mal do século"!

É isso mesmo. Se cada pessoa reduzisse apenas 1,3g do consumo diário de sal, ao final de 1 ano, haveria menos 150.000 mortes em todo o mundo. Esta pequena redução se traduziria em 20% menos casos de hipertensão arterial , com consequente redução da mortalidade por derrames (em 14%), e por doença do coração (9%), representando todo este montante de vidas salvas anualmente. Isto tudo considerando-se apenas o risco cardiovascular do sódio, pois o consumo excessivo de sal também está associado ao câncer gástrico podendo contribuir, ainda, para o desenvolvimento da osteoporose . QUE TAL INICIAR A SUA REDUÇÃO HOJE? Reduza o sal adicionado aos alimentos, e especialmente produtos com excesso de sal como:   Referências Dickinson BD, Havas S. Reducing the population burden of cardiovascular disease by reducing sodium intake. Arch Int Med. 2007;167(14):1460-8. DOI: 10.1001/archinte.167.14.1460] Tsugane S, Sasazuki S. Diet and the risk of gastric cancer: review o

8 pães de uma vez - você já consumiu?

Você sabia que consumir 1 pacote de biscoito recheado, em termos de calorias, equivale a consumir 8 pães? Além de uma quantidade maior de açúcar e poucos nutrientes essenciais. Veja a mistura do açúcar e da gordura do biscoito recheado. É isso que entra no nosso corpo:    

Você conhece o Alfarroba - "o falso chocolate" saudável!

Tem cara de chocolate, gosto de chocolate, mas não é chocolate. Além de nutritivos, os produtos feitos com alfarroba são isentos de lactose, glúten e açúcar, podendo ser consumidos inclusive por quem tem alergia ao leite   Apesar de não ter sido tão difundida como o cacau, a Alfarroba já era usada pelos Egípcios há mais de 5.000 anos. Fruto da Alfarrobeira, árvore nativa do mediterrâneo, a alfarroba é uma vagem da qual se extrai a polpa que é torrada e moída para se obter o pó usado na substituição do cacau. De tempos para cá tem se falado bastante da tal alfarroba. Os grãos desta leguminosa são transformados em um alimento parecido com o chocolate. Naturalmente doce, a Alfarroba dispensa o uso de açúcar na fabricação de seus produtos. É uma ótima alternativa ao chocolate, pois além de não conter estimulantes como cafeína e teobromina, ela é rica em vitaminas e minerais. Em 100gr do produto você encontra 303mg de cálcio, 633mg de potássio e 126mg de fósforo, além de outros m

AVISO IMPORTANTE: Doença na Família (Meu Pai!)

É com muita tristeza que dou esta notícia aos meus queridos pacientes, estou no hospital com o meu pai que está muito doente com metástase de pâncreas, rim, fígado e pulmão, deste modo não irei atualizar o blog por estes dias. Obrigada pela compreensão. Muita Força e Fé em Deus neste momento tão difícil.   Abraços.   Cristiane S. Oselame

USO DA GLUTAMINA SEM ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL x RISCOS A SÁUDE!

Cuidado com o uso prolongado da glutamina!   Apesar de ser um nutriente importantíssimo para a saúde, tanto do intestino (tratamento de enfermidades gastrintestinais), quanto nas terapias anticâncer, na melhoria da resposta imune em pacientes queimados e no aumento da força muscular, alguns estudos vem mostrando que o uso excessivo de glutamina pode aumentar o crescimento do fungo Cândida albicans no corpo. Tanto que a glutamina é utilizada nos laboratórios como um dos nutrientes importantes para o estudo da Cândida. Os sintomas de candidíase vão desde fadiga excessiva, dores musculares, tendência à acne, irritação, distúrbios nervosos, compulsão por doces, até comprometimentos digestivos e dores de cabeça. Por isto, nunca faça uso indiscriminado de qualquer suplemento. Consulte sempre seu nutricionista clínico e, no caso da glutamina, tenha ainda mais cuidado se tiver histórico de vaginites causadas por este fungo ou se for portador do vírus HIV.