Pular para o conteúdo principal

INTOLERÂNCIAS E ALERGIAS ALIMENTARES


Esta situação é mais corriqueira do que parece. Ao ingerir determinado alimento, sintomas desagradáveis como diarreia, coceira, constipação, tosse e chiado no peito começam a aparecer. Esses são os principais efeitos da alergia.

A alergia nada mais é do que a resposta de um indivíduo a determinadas substâncias, que normalmente são inofensivas para outros. Isso ocorre, por exemplo, em uma festa em que todos comeram camarão, mas apenas uma pessoa apresentou coceiras e manchas vermelhas na pele. Trata-se de resposta alérgica e a pessoa em questão apresentou urticária.
Não é possível classificar o tipo de alimento e sintoma alérgico causado, pois variam muito para cada paciente. Nas alergias alimentares, os principais são digestivos e intestinais, como diarreia, cólica, dor abdominal e obstipação intestinal; cutâneos, como urticária e eczema (inflamação da pele com muita coceira e placas avermelhadas, com ressecamento e crostas); anafilaxia, também chamado de choque anafilático, um episódio grave que reúne sintomas como falta de ar, queda da pressão arterial e inchaço; e respiratórios, mais raros, mas que aparecem em forma de tosse e chiado no peito.
As pessoas frequentemente apresentam mais de uma dessas manifestações ou as mesmas vão se alternando. Por exemplo, na infância o principal sintoma é a diarreia; na adolescência, rinite; e no adulto, coceira na pele.

Intolerâncias Alimentares
A alergia alimentar é uma reação causada por um mecanismo do sistema imunológico, ou seja, do sistema de defesa do organismo que o defende de forma errada e causa uma doença. Já a intolerância alimentar caracteriza-se pelas reações não causadas por mecanismos imunológicos e dependem das propriedades farmacológicas do alimento ou das características do paciente. Por exemplo, quem tem intolerância à lactose apresenta na verdade uma reação ao açúcar do leite por falta da enzima lactase no organismo. A lactase ajuda a digerir a lactose e sem ela ocorrem má digestão e diarreia.

A primeira medida terapêutica é chegar a um diagnóstico correto. Para isso, são realizadas avaliações clínicas e laboratoriais completas, que englobam testes alérgicos com médicos especialistas, consultas nutricionais e exames de sangue específicos para pesquisa de alergias. Depois, conhecendo-se as causas, o próximo passo é afastá-las o mais completamente possível através de um menu de cardápios personalizados e prescrição de nutracêuticos.

A seguir veja os principais alimentos que causam alergias alimentares no qual é realizado Tratamento Nutricional.

·       Leite
·       Trigo, aveia, cevada e centeio (glúten)
·       Peixe
·       Frutos do Mar
·       Tomate
·       Frutas cítricas
·       Refrigerante à base de cola e chocolate
·       Leguminosas
·       Milho
·       Castanhas e amendoim
·       Temperos
·       Aditivos alimentares
·       Fermento natural
·       Clara de ovo e gema de ovo
·       Bacalhau
·       Arroz
·       Carne de porco
·       Carne de vaca
·       Alfa-lactoalbumina
·       Beta-lactoalbumina
·       Caseína